Deprecated: Methods with the same name as their class will not be constructors in a future version of PHP; RSS_Import has a deprecated constructor in /home/asbeapr/public_html/wp-content/plugins/rss-importer/rss-importer.php on line 43

Warning: "continue" targeting switch is equivalent to "break". Did you mean to use "continue 2"? in /home/asbeapr/public_html/wp-content/themes/Divi/includes/builder/functions.php on line 6230
Concurso de Arquitetura utilizará módulos habitáveis da Agisa Containners | Asbea

Conheça as vantagens da utilização dos módulos em variados projetos arquitetônicos O Concurso de Ideias lançado pela Agisa Containners com apoio da ASBEA-PR já está na reta final de inscrições, que encerram no dia 17 de julho. O principal objetivo do concurso é desenvolver soluções criativas e inovadoras para utilizar o módulo habitacional da Agisa Containners tais como reflete um modelo que encontra-se na loja de móveis Todeschini, no bairro Água Verde.
Os módulos habitáveis possuem características e normas que devem ser seguidas com cuidado. A promotora Agisa Containners, tem 11 anos de experiência no assunto, e se especializou em soluções modulares produzindo ou montando seus próprios módulos, com insumos do mercado nacional ou importados do mercado europeu. A empresa, portanto, tem propriedade para explicar os detalhes para qualquer dos inscritos.
A Agisa monta módulos que são utilizados para as mais diversas finalidades como moradia, obras, espaços comerciais, escolas, restaurantes, refeitórios, salas de consulta médica, escritórios diversos, oficinas, entre outros. São modelos que vão desde os mais simples com chapas de aço até módulos com alto padrão de acabamento, utilizando painéis com propriedades térmicas, acústicas, com alta segurança contra incêndio livre de gases tóxicos.
Quais principais diferenças entre o módulo habitacional e o container marítimo?
É frequente esta pergunta. O módulo habitacional é produzido com insumos novos, montado para finalidade específica. Ou seja, são módulos livres de qualquer contaminação e o consumidor final pode escolher as suas customizações, adaptações em sua estrutura ou arquitetura sem ferir qualquer regra, norma, lei ou portarias que regulamentam os chamados “contêineres”.
Já, o módulo naval comercializado em grande escala atualmente, é aquele descartado por empresas que fazem o transporte marítimo, ou seja, perderam aptidão para conduzir cargas, quer porque a ferrugem já atacou o aço, quer porque a resistência dos materiais já ultrapassou os limites mínimos impostos pela legislação.
Ingressa no Brasil para ser utilizado exclusivamente no transporte e acondicionamento de cargas, sem alterar suas características físicas. Fora dessa diretriz, ou seja, modificando tal contêiner usado, apresenta-se grave infração legal. Além do mais, esse container naval necessita de um laudo técnico, aprovando sua utilização e certificando que não há contaminação, quer seja química, física ou biológica. Isso porque esse módulo é descartado do transporte e acondicionamento de carga marítima, após 20/25 anos de utilização e sabe-se lá o que transportou, explica o diretor técnico da Agisa Containners, o engenheiro Álvaro Valenza Manocchio.
Outra questão importante diz respeito às Normas regulamentadoras sobre o assunto. A Agisa Containners atende rigorosamente todas as normas brasileiras, são elas: NR-10, NR-18, NR-24 e a NR-31. Cada uma indica as condições mínimas exigidas para cada utilização. Para todos os fins existe um NR que precisa ser atendida. O container naval não atende essas normas. Para tanto seria necessário modificações em sua forma física, algo que é proibido por lei em nosso País, lembrando que ingressou livre de impostos com finalidade específica de transporte de cargas com presumível retorno ao comércio naval.
“A Agisa Containners é reconhecida no Brasil como uma das melhores provedoras de soluções modulares normatizadas, contribuindo com responsabilidade social e ambiental, por meio de excelência na prestação de serviços e atendimento aos clientes”, encerra o engenheiro, contando em sua carteira de clientes com as mais conceituadas empresas que, para qualquer obra, se fazem representar por engenheiros de segurança que conhece a legislação pertinente ao que se entende por “contêiner naval e contêiner nacional”, e sua finalidade de uso.
Visite o módulo habitável: Av. Getúlio Vargas, 2531 – Água Verde, Curitiba – PR.
As inscrições para o concurso podem ser feitas pelo site: www.asbea-pr.org.br/concursos2018
Share This