Deprecated: Methods with the same name as their class will not be constructors in a future version of PHP; RSS_Import has a deprecated constructor in /home/asbeapr/public_html/wp-content/plugins/rss-importer/rss-importer.php on line 43

Warning: "continue" targeting switch is equivalent to "break". Did you mean to use "continue 2"? in /home/asbeapr/public_html/wp-content/themes/Divi/includes/builder/functions.php on line 6230
ASBEA/PR foca nos novos negócios para seus associados | Asbea

A AsBEA/PR vai passar por profundo reposicionamento institucional, com base em um planejamento estratégico que vem sendo desenhado nos últimos 6 meses e que irá orientar todas as ações da entidade para os próximos 5 anos.

O propósito é ampliar o relacionamentos com diversos segmentos industriais, comerciais e acadêmicos, gerando resultados concretos para seus associados. Todo o trabalho está desenvolvido pela AsBEA/PR, em conjunto com o consultor Francisco Tramujas, especialista em planejamento estratégico e  marketing,  sócio da consultoria empresarial Meu Mercado.

Nesta entrevista, Tramujas diz quais são as propostas de geração de valor para a entidade e seus associados e como pretende avançar em ações que incluem o fomento de rodadas de negócios, workshops, ampliação do Clube de Vantagens, incentivo à participação e formação de grupos de trabalhos, entre outras.

1) Como a AsBEA/PR pode adequar melhor às novas demandas do mercado, a partir de um planejamento estratégico?

A AsBEA reconhecida entre os escritórios de arquitetura e os profissionais da arquitetura como uma instituição de grife, uma instituição de luxo, porque boa parte dos escritórios que fazem parte da AsBEA, hoje, dominam o mercado da construção no estado.

Ou seja, aproximadamente 80% da produção de projetos do mercado de arquitetura no Paraná está nas mãos pouco mais de 80 escritórios de arquitetura. Acredito que esse número deve crescer cada, e por isso é necessário fazer um planejamento estratégico estruturado, com visão de futuro.

Em primeiro lugar, a entidade precisava valorizar o mercado da arquitetura, fazendo com que a sociedade de modo geral entenda o papel do arquiteto no desenvolvimento dos ambientes. Muitas pessoas, mesmo aquelas com alto grau de conhecimento, com pós-graduação, não enxergam a diferença entre o trabalho do engenheiro e o trabalho do arquiteto.

Este é um sinal claro que o papel do arquiteto apesar de fundamental em nossa sociedade, ainda não está claro para a população em geral. Para tal a AsBEA/PR  já iniciou um trabalho nas mídias sociais e assessoria de imprensa para destacar como o toque do arquiteto é fundamental para a nossa sociedade.

2) Isso já vem sendo implementado?

Sim! Hoje em dia toda organização é também uma empresa de mídia, uma vez que as novas tecnologias abriram espaço para se criar novos canais de comunicação e relacionamento, atingindo assim um maior número de pessoas. Isso deixou de ser somente uma necessidade estratégica e passou a ser uma premissa operacional de qualquer atuação institucional.

Nós estamos atuando mais fortemente com a assessoria de imprensa, nas redes sociais, apresentando nosso posicionamento, juntamente com outras 10 entidades, na defesa da revisão da  Nova Lei de Zoneamento Urbano e Uso do Solo da cidade, com campanhas de valorização da arquitetura, dando maior visibilidade aos escritórios associados e reportando tudo o que vem sendo trabalhado de forma sistemática.

3) Quais outras vertentes vão ser exploradas em relação à produção de conhecimento?

O olhar do arquiteto é o olhar do mercado. É certo que o arquiteto tem a capacidade de influenciar o mercado, apontar tendências e impactar diretamente em áreas como o setor industrial, habitacional, comércio e serviços, entre outros. Afinal os arquitetos que estão nessa “linha de frente” junto aos clientes sabem exatamente quais são as demandas e necessidades do mercado.

4) Pode citar um exemplo?

Cada vez mais o arquiteto é valioso porque ele impacta na ponta. As pessoas buscam o design, os ambientes mais pensados, mais aconchegantes. Afinal, quem dita a tendência deste mercado é o arquiteto.

Por exemplo, as redes de móveis planejados sabem que para ter sucesso no mercado, com criação de demanda no mercado, ela precisa contar com a parceria do arquiteto. E hoje, 80%  das redes de móveis de planejado que obtém sucesso comercial fazem um trabalho muito forte de validação com os arquitetos.
.
São o escritórios que ditam as tendências desse mercado então há de fato um grande potencial a ser explorado dentro da cadeia de fornecedores. As grandes indústrias já percebem o poder de influência dos arquitetos.

5) Quais são as ações específicas da gestão de planejamento estratégico? Na prática você está falando de vários pacotes de serviço?
Sim, pensamos em três frentes a serem trabalhadas para estimular o mercado.

  1. INDÚSTRIAS + AsBEA/PR – Vamos aproximar e atrair as indústrias presentes no Paraná para oferecer uma modalidade de apoio e orientação no desenvolvimento, certificação e validação de certos produtos, com a chancela dos escritórios associados AsBEA/PR. Porque hoje é muito caro lançar um produto, mas que por falta de correção prévio, vira um grande prejuízo na empresa. Isso porque existe um custo muito alto no lançamento de produto e é muito ruim quando a indústria gasta dois ou três milhões de reais para lançar algo novo e quando
    chega ao mercado o arquiteto classifica o produto como inadequado.
  2.  LOJISTAS + AsBEA/PR – Para os lojistas que vendem produtos demandados por arquitetos e clientes de arquitetos precisamos atender os lojistas, envolvendo seus vendedores e capacitando-os a um atendimento mais qualificado sob o ponto de vista do projeto de arquitetura, orientando desde a linha de produtos a ser ofertado até estratégias de precificação, de forma a incrementar os ganhos destes estabelecimentos.
  3. APAIXONADOS PELA ARQUITETURA + AsBEA/PR – Estudantes de arquiteturas, adoradores  da arquitetura, que seguem as tendências estimuladas pelos arquitetos, vamos criar um ambiente dentro da AsBEA/PR para trazê-los para mais próximos da entidade. Faremos workshops, seminários e bate-papos,  porque são pessoas que ativam o mercado. Estimulam a demanda, o consumo pela arquitetura e portanto a geração de novos negócios.

6) E sobre o Clube AsBEA/PR, como será incrementado?

As ações estão sendo pensadas de forma integral, no momento a AsBEA/PR se aproxima mais da sociedade, em eventos e ações de disseminação de conhecimento, formando parceria e aderindo ao clube, a indústria ou a loja associadas à AsBEA/PR, tem a opção de  fornecer descontos para estas pessoas, para um piso, por exemplo, de um lojista ou indústria que faz parte da AsBEA/PR, conta como cliente final, como amante da arquitetura. O estudante de arquitetura terá uma carteirinha para poder comprar os produtos com desconto.

7) E a aproximação da AsBEA/PR com outras entidades de classe, há um caminho para ampliar o posicionamento institucional e formar parcerias? Como está sendo trabalhado?

Essa é uma estratégia muito importante que vem sendo desenhada, contemplando toda  cadeia de estruturas que compõem o segmento de arquitetura. Então a AsBEA/PR enxerga como parceiros o CAU, órgão importantíssimo para regular a arquitetura e incentivar elevação de valor da arquitetura, o  IAB e Sindarq/PR e a própria FIEP. Sem falar no Sinduscon-PR, Ademi/PR, IEP, entre outros ligados à cadeia da construção civil.

8) A AsBEA/PR tem influenciado instituições de ensino na oferta de cursos, como está sendo vista a aproximação com academia?

Temos uma forte demanda para desenvolver a arquitetura empresarial, ajudando a reverter um quadro histórico de informalidade no setor – 80% dos arquitetos são autônomos, contra 12% que constituem empresas – e por isso a AsBEA/PR fez parceria com a FAE Business School para fazer o curso de extensão em “Gestão de Escritórios de Arquitetura”.
E temos também a intenção de intensificar a análise em relação aos cursos para que eles sejam cada vez melhores no senso crítico, qualificando com um olhar no mercado também, especialmente criando conteúdos relacionados à administração e gestão de comercial.

9) A questão do compliance é uma preocupação?

Exatamente, o fortalecimento das políticas de conduta e compliance deve ser uma atuação prioritária da entidade, porque cada vez mais as grandes  obras exigem  um trabalho pautado na conduta pessoal e profissional dos sócios, administradores, colaboradores e prestadores de serviços dos escritórios. Todo escritório arquiteto tem que enxergar como vital ter dentro do seu negócio essa premissa de garantia de qualidade em seu serviço.

O Paraná pode se transformar em um celeiro de escritórios de arquitetura de alto impacto em todo o Brasil. Como a arquitetura paranaense pode ter maior projeção nacional?

Os mercados têm atualmente um potencial global e vendo dessa forma podemos avançar em uma projeção nacional, explorando todo o crescimento do estado e suas inúmeras vertentes de desenvolvimento. Ou seja, vamos conversar com a ponta, com público final, seja através de mídia social, seja através de inserções na imprensa e mídia especializada.

10) Como a AsBEA/PR está hoje e como ela estará nos próximos 5 anos?

O planejamento estratégico está sendo desenhado para os próximos 5 anos. Hoje, a AsBEA /PR já enxergou que precisa avançar em sua atuação comercial, se aproximar dos fomentadores do mercado, posicionar os escritórios como gestores de mercado, criando um arsenal de soluções de comunicação e relacionamento (incluindo a frente digital) para fortalecer seu posicionamento e não deixar de oferecer uma prateleira de serviços estratégicos para seus associados e empresas colaboradoras.

Neste contexto, a inovação, com soluções que ampliam a implantação de novas tecnologias nos escritórios, como o BIM, é algo fundamental neste pacote de serviços, tendo sempre em mente um entendimento profundo do negócio do cliente.

Share This